Como aplicar Resiliência Cibernética na empresa?

Hoje queremos te ajudar a entender como e por que aplicar a Resiliência Cibernética em seu negócio. Para começar, precisamos entender melhor esse conceito, abaixo iremos detalhar o que é e como irá te ajudar.

O que é resiliência cibernética?

A resiliência cibernética engloba a continuidade dos negócios, a segurança dos sistemas de informação e a capacidade organizacional de se adaptar a adversidades.

Esse conceito refere-se à habilidade de manter a produção dos resultados desejados, mesmo diante de eventos como ataques cibernéticos, desastres naturais ou crises econômicas. Ou seja, quanto maior a capacidade de segurança da informação, mais eficazmente uma organização pode prosseguir com suas operações comerciais, minimizando ou eliminando períodos de inatividade.

Alcançar esse objetivo é viável ao considerar cuidadosamente a interação entre as ferramentas de segurança cibernética e sua sinergia.

Qual a importância da resiliência cibernética?

Mesmo que adotemos medidas meticulosas em nossa estratégia de segurança cibernética e nos mantenhamos atualizados, é inevitável reconhecer a possibilidade de incidentes ocorrerem. A forma como esses incidentes afetam você, seus colaboradores e sua empresa depende da profundidade do ataque e da eficácia de sua resposta para lidar com suas consequências.

A importância da resiliência cibernética torna-se evidente nesse contexto. Não se trata apenas de ter ferramentas à disposição, mas de cultivar uma mentalidade e uma cultura organizacional que abracem a resiliência em todos os níveis. Ela pode ajudar a:

Minimizar prejuízos financeiros

Ao implementar medidas de resiliência cibernética, as empresas podem reduzir os impactos financeiros causados por incidentes, como perda de dados, interrupção de serviços e danos à reputação. Isso ajuda a mitigar os custos associados à recuperação e reparação de sistemas comprometidos, bem como possíveis multas e penalidades regulatórias.

Conquistar a confiança dos clientes

A capacidade de uma empresa em manter a continuidade dos negócios e proteger os dados dos clientes é essencial para construir e manter a confiança dos clientes. A resiliência cibernética demonstra um compromisso com a segurança e a proteção dos dados dos clientes, o que pode fortalecer os laços de confiança e lealdade com os clientes existentes e potenciais.

Aumentar a vantagem competitiva

Empresas que priorizam a resiliência cibernética estão melhor posicionadas para enfrentar desafios e ameaças digitais, o que pode proporcionar uma vantagem competitiva significativa no mercado. A capacidade de responder rapidamente a incidentes cibernéticos e manter a continuidade dos negócios pode diferenciar uma empresa de seus concorrentes e atrair clientes que valorizam a segurança e a confiabilidade.

Embora o conceito de resiliência cibernética seja relativamente novo e em constante evolução, sua essência vai além de simplesmente se preparar para ataques cibernéticos. Envolve garantir a continuidade dos processos críticos e serviços de TI, permitindo que a empresa se recupere rapidamente de qualquer evento disruptivo, seja ele um ataque cibernético, uma crise médica, política, social, financeira ou um desastre natural.

A resiliência cibernética não apenas ajuda a enfrentar ameaças como hackers, mas também a lidar com uma ampla gama de situações imprevisíveis que podem impactar a empresa. Isso inclui a capacidade de implementar rapidamente medidas de segurança durante crises como a pandemia de Covid-19 ou conflitos políticos internacionais como guerras e ditaduras.

Com o mundo se tornando cada vez mais globalizado e interconectado, as empresas estão expostas a uma variedade maior de riscos e interrupções em várias áreas. Nesse cenário, a resiliência cibernética emerge como uma estratégia essencial para garantir a continuidade dos negócios e proteger os ativos da empresa, independente do desafio enfrentado.

Benefícios da resiliência cibernética para empresas

A resiliência cibernética oferece uma série de benefícios para as empresas, incluindo:

Minimização dos impactos financeiros

Ao adotar medidas de resiliência cibernética, as empresas podem reduzir os impactos financeiros causados por incidentes cibernéticos, como perda de dados, interrupção de operações e danos à reputação. Isso ajuda a evitar custos associados à recuperação de sistemas comprometidos e possíveis multas regulatórias.

Fortalece a segurança

A resiliência cibernética fortalece a postura de segurança das empresas, tornando-as mais capazes de detectar, responder e se recuperar de ataques cibernéticos. Isso inclui a implementação de controles de segurança robustos, como firewalls, antivírus, detecção de intrusão e criptografia de dados.

Reforça o Compliance 

A adoção de práticas de resiliência cibernética ajuda as empresas a cumprir regulamentações e padrões de conformidade, como a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados). Para isso, é preciso estabelecer políticas e procedimentos para proteger informações sensíveis e garantir a privacidade dos dados dos clientes.

Aprimora a cultura de segurança

Incentiva a promoção de uma cultura organizacional voltada para a segurança, onde todos os funcionários estão cientes dos riscos cibernéticos e capacitados para tomar medidas proativas para proteger os ativos da empresa. É preciso realizar treinamentos regulares de conscientização sobre segurança e a promoção de boas práticas de segurança cibernética em todos os níveis da organização.

Resiliência cibernética x segurança cibernética

Enquanto a segurança cibernética se dedica a medidas proativas para enfrentar a crescente ameaça de ataques cibernéticos, a resiliência cibernética se concentra na capacidade de minimizar os danos após um ataque ter ocorrido.

Uma diferença fundamental entre segurança e resiliência cibernética é o enfoque nas ameaças externas versus a inclusão de ameaças internas, como erros humanos, na equação. Ao integrar os dois conceitos, garantimos algumas boas práticas:

Testes de Invasão

Realizar testes de invasão é vital para a preparação e prevenção contra possíveis ataques cibernéticos reais. Essas simulações de incidentes de segurança permitem que a empresa antecipe ações a serem tomadas em caso de um ataque real, aprimorando tanto a estratégia de segurança cibernética quanto a resiliência cibernética.

Backups regulares de dados

Após um ataque cibernético, a recuperação rápida e eficiente dos dados é essencial para que a empresa retome suas operações normais. Realizar backups regulares dos dados é fundamental para garantir essa recuperação. É importante que esses backups sejam feitos em uma rede separada para protegê-los contra roubo ou perda. Dessa forma, a empresa pode restaurar seus dados com eficácia e agilidade, promovendo sua resiliência cibernética.

Para agilizar ainda mais o processo de recuperação é indicado investir em um Disaster Recovery. Com isso, a recuperação dos dados é muito mais ágil, pois o backup já estará direcionado para um local previamente provisionado, fazendo com que os dados estejam disponíveis em poucos minutos.

Resiliência cibernética para empresas

Garantir a resiliência cibernética é essencial para empresas que desejam se proteger contra ameaças digitais e manter a continuidade de seus negócios. Com as soluções certas, como as oferecidas pela Contego Security, você pode fortalecer a segurança de sua organização e estar preparado para enfrentar qualquer desafio cibernético.